Início > Viagens > Viagem a São Paulo (Jan/2010) – O Curso

Viagem a São Paulo (Jan/2010) – O Curso

Então, como podem ver parei de fazer o resumo diário pois estava ficando muito trabalhoso e agora vou falar sobre a viagem inteira como um todos, dividido em alguns posts separados por “tema”. Neste primeiro post irei falar sobre o curso de verão que participei na USP.

Esse foi o motivo principal desta viajem a São Paulo, o curso de verão “Desafios de Programação no Verão 2010“. Como podem ler na página de descrição do curso, o objetivo é resolver problemas, ponto.

Os dois times ja UFRJ eram o Racha Cuca e bOObs (nOObs com b), o meu era o segundo claro :P.

A maioria dos times presentes são times que vão ao mundial do ICPC – que acontecerá semana que vem em Harbin – logo era de se esperar que o nível fosse alto. E foi alto… e levamos porrada atrás de porrada todo santo dia. Espero que isso fique de lição, não podemos nos acomodar nem um pouco, pois sempre vai ter alguém melhor que a gente (ou treinando mais ;).

Todos os dias tivemos provas e eram 3 estilos de provas (fizemos +- 6 provas de cada tipo, 2 por semana):

  • Provas em time: Normal, com problemas normalmente bem difíceis. A primeira delas foi a final do ano passado, e foi um desastre e serviu como bronca inicial, mostrando que queremos ganhar mundiais sem nem resolver os passados.
  • Provas individuais “normais”: No mesmo estilo das provas em time, teoricamente um pouco mais fáceis ;)
  • Provas individuais coelhos: Nestas provas o desafio era treinar a velocidade de implementação. As 4 primeiras foram provas com problemas 20 a 30 problemas de 250-DivII do TopCoder considerados “triviais”, onde o objetivo era treinar a velocidade de leitura e implementação, afinal para fechar a prova você deveria conseguir ler e implementar cada problema gastando de 4 a 6 minutos em média. As 2 últimas provas, aplicadas quando o Petr estava lá, foram provas com problemas mais estilo ICPC, por volta de 8 problemas. Virou uma “prova individual mais facil” do que uma prova coelho de fato.

Os problemas vieram de várias fontes: SPOJ, LiveArchive, TopCoder, PKU, Olimpíada de Informática (de vários países) e alguns que o Petr traduziu diretamente lá da Russia =]

Se eu esqueci de algum, me desculpem mas é que foi problema *pra cacete*. Acho que nessas 3 semanas eu pelo menos dobrei o número de problemas que eu já li na minha vida.

Os 3 professores – Fábio Dias  (Fabinho), Wanderley e Petr – foram ótimos. Os palestrantes também, principalmente o Pedro Demasi… acho que ele conseguiu dar um puxão de orelha e animar a galera da UFRJ que estava la ao mesmo tempo :P

Agora o que eu acho que sozinho valeu todo o custo, cansaço, etc… foram as discussões dos problemas a tarde. Sério, a quantidade de informação que era passada naquelas 3 horas durante a tarde, era tanta que minha cabeça saia doendo de lá (sério, tinha dia que eu tomava Melhoral para poder descansar em casa). Até anotar muitas coisas, eu anotei e quem me conhece sabe que *odeio* anotar coisas :P.

Se tem algo que eu gostaria que voltasse a ter no treino da UFRJ é isso, a discussão de problemas.

Eram 51 pessoas e 18 times e no final das contas segundo o placar oficial, eu fiquei em 31 na parte individual e meu time em 15.

O Wanderley disse que eles pretendem fazer este curso de novo ano que vem e digo que se tiver VOU participar novamente. E dessa vez, vou treinar para poder ficar no hotel, por que ficar de novo naquele albergue não rola de novo não :P

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: