Início > Games > 48º Castelo das Peças

48º Castelo das Peças

No final de outubro rolou mais uma edição do Castelo das Peças. Estive lá com os mesmos suspeitos de sempre, Bola e Cabessa. E preciso dizer que estamos famosos, já que aparecemos (menos o Bola) na foto que ilustra o post oficial do evento.

Cabessa e eu tentando entender as regras do Vanuatu

Cabessa e eu tentando entender as regras do Vanuatu.

Começamos o sábado tentando entender as regras de um jogo novo, Vanuatu, que só existe em francês. Entre mortos e feridos, todos se salvaram e apesar de ter demorado quase umas 3 horas (c/ as explicações das regras), foi bem legal. Não é um jogo que eu compraria, mas jogaria sempre sem nenhum problema :)

Enquanto isso, o Bola estava jogando uma partida de Dice Town.

Bola não fazendo a menor ideia do que ele tinha que fazer para ganhar

Bola não fazendo a menor ideia do que ele tinha que fazer para ganhar.

Parte interessante é que numa determinada hora, a barulheira dos dados foi tão grande que *todos* pararam tudo que estavam fazendo para prestar atenção no jogo deles :P

Terminados os dois jogos, fomos almoçar :D Após o almoço tirei da mochila um dos meus jogos novos, o Eaten by Zombies!.

Acho que eu estava explicando algumas regras :P

Acho que eu estava explicando algumas regras :P

Eu gostei do jogo e acho que o Bola também. Já o Cabessa acha que foi muito aleatório (apesar dele ter ganho :). O que acho é que como foi a 1a vez que jogamos, não deu para ninguém fazer nenhum tipo de estratégia decente. Por exemplo, ninguém sabia quando colocar zumbis no turno dos outros e/ou como fazer para tentar usar o attrition para descartas alguns zumbis do seu próprio deck. Além disso, todos compraram as cartas mais diretas – como Rifle e Ammo Box – talvez usar algumas outras com “efeitos especiais” fosse uma boa opção.

O jogo começa bem tranquilinho e nos dois primeiros dias (as duas primeiras “voltas” no deck de zumbis), todos podem correr ou dar porrada com certa facilidade. Só que o apocalipse começa a ficar sinistro loucamente e no 4o e 5o dias você já esta perdendo cartas direto para os zumbis. Essa aceleração “exponencial” na dificuldade é o que garante que o jogo não vá se prolongar muito… em pouco tempo todo mundo está morto já. (Obs: ganha o jogo quem for o último humano sobrevivente, ou caso os humanos sejam levados a loucura os jogadores que viraram zumbis ganham.)

Detalhe a parte, o case desse jogo – em formato de caixa de munição – é simplesmente sensacional. Enfim, quero jogar de novo :)

Após essa partida, o Cabessa foi buscar sua namorada (aka Debora :P) no aeroporto e daí Bola e eu aproveitamos para uma ultima partida antes de irmos para o Boteco Colarinho.

A última partida foi uma de Space Hulk: Death Angel – The Card Game, um jogo bem simples (simples != fácil) e co-op. Até aquele sábado não tinha conseguido ganhar nenhuma vez (já tinha jogado uma vez solo e uma vez 2p com a minha irmã). Bem, continuo sem conseguir ganhar, já que nossos corajosos fuzileiros espaciais foram aniquilados nesse também :P Aceito voluntários para mais partidas :)

PS: Créditos as fotos do Dice Town e Eaten by Zombies! à Renata e ao blog Desbussolados :)

Anúncios
  1. Alexander Costa
    novembro 17, 2011 às 10:37 am

    Valeu pelo post Bruno. Aparece dia 26/11 e leva o Space Hulk Card Game. Se eu conseguir um tempo quero jogar.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: