Arquivo

Posts Tagged ‘magic the gathering’

Empolgado com os spoilers de Dragon’s Maze…

… desanimado com o estado do novo client do Magic Online. Vamos por partes…

Recentemente tivemos a divulgação completa das novas cartas de Dragon’s Maze, coleção nova que será lançada semana que vem (o pre-release foi essa semana) e fecha o bloco de Return To Ravnica. Como sempre (pelo menos pra mim), sempre volta aquela empolgação de jogar shitloads of Magic com cartas novas, que geralmente dura até eu perceber o quanto que eu gasto com isso =P

Além do spoiler da Wizard, eu curto muito assistir as análises dos novos sets feitas pelo Evan Erwin e Brad Nelson (acho o Erwin mais legal, just saying =p) pois alem de analisar as cartas, se serão jogáveis ou não, os vídeos tem uma penca de curiosidade sobre as cartas ou assuntos relacionados as cartas… de qualquer forma,  eles começaram a postar no yt a análise de Dragon’s Maze: aqui, aqui e aqui.

Em parte por isso e pelo fato de eu lembrar que tinha alguns boosters de Gatecrash ainda para serem draftados na minha account resolvi jogar esse final de semana… apesar de só ter de fato sentado e aberto o client hoje, domingo lol.

Resolvi utilizar o novo client (que está em estado “wide beta” como eles estão chamando), que em alguns meses irá substituir completamente o client atual e na 5a feira de lançamento de Dragon’s Maze no Magic Online só será possível logar no MOL utilizando o novo client… por isso pensei que ele estava em um estado melhor do que quando experimentei ele no início desse ano, final do ano passado. Me enganei profundamente…

Entrei num Swiss Draft de GTC. O draft em si foi super tranquilo e eu inclusive prefiro a interface do novo client, infelizmente após a fase de draft tudo foi por água abaixo…

Após o draft, vem a fase de deck building… comecei a construir meu deck (um Orzhov bem meia boca, isso que dá ficar muito tempo sem draftar) e então após adicionar lands básicos pra ver como ficaria o deck, a janela de deckbuilding crashou. Agora o client novo opera de uma forma parecida com o Chrome, onde ao crashar uma das janelas ele não crasha o client todo, enfim… ao tentar voltar para a tela de deckbuilding, não conseguia. Ao clicar no meu “evento”, ele me abria a tela de drafting (que já tinha terminad) e não tinha como eu editar meu deck ou qualquer coisa do tipo. “Felizmente” ele ainda utilizou a ultima versão editada do meu deck e não uma pilha de cartas aleatórias (que é o que acontece quando você não submete um deck propriamente na tela de deck building, algo que eles tentaram melhorar nesse novo client devido a crashes, disconnects, etc.).

Dado meu deck semi-terminado, comecei o primeiro game do primeiro match. Meu opp era muito gente fina e após um game longo, eu – antes de conceder – conversei até sobre umas estratégias/táticas com ele. Após conceder, eu deveria ser enviado para a tela de sideboarding (para poder finalmente arrumar/finalizar meu deck), resultado: outro crash. Novamente o client não me deixava retornar para a tela de sideboarding após o crash e assim fiquei esperando o tempo terminar e a partida começar automaticamente…

Match 1, Game 2 começou e logo após baixar um terreno e uma criatura, minha tela de jogo crashou… e o client aproveitou e crashou todo de uma vez também. Consegui voltar depois e ganhei o game. Ao ir pra tela de sideboarding, nenhuma novidade… crash de novo. Mas dessa vez, eu não consegui nem entrar no game 3… e perdi por tempo ou algo do tipo. Chato, não?

Quando começou o match 2, no meu quarto turno após comprar uma carta na minha fase de compra… client crashou todo de novo. Dessa vez ele até apresentou uma checkbox falando que o crash não era recuperável e se eu gostaria de conceder após enviar o report automático de crash. Marquei a checkbox e declarei como #gg minha tentativa de jogar Magic por hoje…

(No total, devo ter enviado entre 7 e 10 reports automáticos de bug para a Wizards…)

O que me chateia é que o Magic Online é a minha forma preferida de jogar Magic hoje. Prefiro jogar os eventos grandes lá do que ficar 7+ horas numa loja… acho mais confortável, prático, flexível e tudo mais. E justamente por isso, esse bando de crashes no client que se tornará obrigatório em breve me deixou tão desempolgado em jogar Magic =/

Mesmo tendo preenchido o formulário de reembolso, essa situação é essencialmente chata… Ainda assim, tentarei usar de novo esse client mas só após quarta, dia que eles liberam patches e correções.

PS: Ainda sobre lançamentos de novas coleções de Magic, os próximos meses serão “tensos”. Agora em Maio teremos o Dragon’s Maze, em Junho teremos o Modern Masters (que parece que terá um monte de cartas awesome) e em Julho  teremos o Magic 2014 comemorando incríveis 20 anos do Magic! :-o

Somado a isso, o lançamento de alguns jogos de PS3 que até agora parecem que serão super maneiros também, como por exemplo Remember Me e Last of Us, serão meses onde com certeza me faltará tempo =P

Anúncios

Daily MTG… um monte de Daily MTG.

fevereiro 24, 2013 Deixe um comentário

Esse final de semana eu coloquei em dia minha leitura do Daily MTG (ou Mothership como alguns gostam de chamar). Digamos que eu estava bem atrasado… parei de ler os artigos no final do ano passado, o que me deixou com um backlog bem grande para dar uma olhada. Mas fazer o que se eu gosto tanto de alguns deles… então hoje estou com eles “em dia” até 15/02, faltando apenas os da semana passada (que foi a semana Simic).

Enquanto eu lia essa penca de artigos, eu percebi que algumas colunas eu gostava bem mais que outras… e resolvi escrever sobre quais eu, hoje, gosto mais e quais eu gosto menos. Na verdade, a motivação foi principalmente uma: algum dia no futuro eu lembrar desse post e verificar se meus gostos mudaram/evoluíram ;)

Sem mais enrolação, vamos lá (seguindo a ordem de publicação durante a semana):

  • From The Lab (segundas): Eu gosto da temática dessa coluna, que basicamente é sobre inventar/descobrir combos novos com as cartas e montar decks que utilizem isso. O problema pra mim é que as cartas são de edições muito espalhadas (ou seja, dificilmente eu conseguirei montar um dos decks apresentados) além de as vezes os decks serem bem caros. Não é uma coluna que eu faço questão de ler, mas normalmente eu passo rapidamente o olho nos combos apresentados.

 

  • Making Magic (segundas): Eu adoro absurdamente dessa coluna. Ela é escrita pelo Mark Rosewater (MaRo) – Head Designer do Magic – e sempre envolve coisas relacionadas a Game Design… e ele escreve muito bem. É simplesmente incrível ver como o Magic é construído e evoluído. Mesmo para quem não se liga muito em Game Design, é muito legal ler os textos falando sobre como os sets são criados, cartas são boladas, etc. Sério, essa coluna é muito boa.

 

  • ReConstructed (terças): Essa eu não curto muito, mas não é por como ela é feita mas sim (e somente por) o público alvo dela: decks construídos e competitivos (na maioria das vezes). Eu não sou tão chegado em Constructed (Standard, Modern, Legacy) competitivo, simplesmente não é uma modalidade que me agrada muito jogar/pensar sobre. Talvez seja trauma de sempre levar sarrafos em torneios (simples FMNs) de pessoas com decks ultra mega sinistros e caros (enquanto eu só tentava usar algo estilo From The Lab =P) e pelo fato de não achar tão legal o lance de “ter” que ficar treinando matchups para ser um bom jogador em constructed. Porém, eu gosto da forma como essa coluna é feita… principalmente do “Deck Breakdown”, onde ele passa pelas cartas do deck e analisa as cartas (e quantidade de cada uma), para o quanto elas estão contribuindo pra estratégia geral do deck. Geralmente eu dou uma lida diagonal mega-rápida… mas eventualmente (*bem* eventualmente) eu paro para ler a coluna toda.

 

  • Serious Fun (terças): Essa coluna é voltada pro público casual (as in não, apenas, competitivo). É uma coluna que eu leio as vezes só (apesar de eu ser um jogador muito mais casual do que competitivo), realmente não sei porque… acho que nem sempre os temas abordados me interessam muito. (Ou talvez porque eu não jogue o famoso “magic de cozinha”… quem sabe se eu convencer minha namorada a jogar Magic isso mude =P)

 

  • Limited Informations (quartas): Outra coluna que eu adoro… simplesmente pelo fato de adorar os formatos “limitados” do Magic. Antes eu achava que gostava mais do selado, mas hoje eu não consigo negar que eu adoro draftar. Essa porcaria é muito viciante… abrir os pacotinhos (mesmo que online no MOL =P), decidir qual carta pegar, o que passar, etc… é muito bom.

 

  • Uncharted Realms (quartas): Essa coluna aborda o “lore”, a história, dos planos onde Magic se passa. E com um time criativo como o da WotC, isso não se esgota tão rápido. Eu realmente gosto de ler as histórias dessa coluna, ainda mais quando elas são ilustradas com artes presentes nas cartas… da um toque muito legal na história, além de tornar ainda mais legal jogar com aquela carta.

 

  • Perilous Research (quintas): O legal dessa coluna é que ela é dedicada exclusivamente ao Magic Online. A parte ruim é que ela grande parte das vezes é voltada para Constructed… e como já disse acima, não é muito a minha área. Então, quando tem alguma coisa de MOL que não é somente Constructed eu acabo lendo, caso contrário não.

 

  • Top Decks (quintas): (Constructed + Competitivo) * sempre = bleh.

 

  • Latest Developments (sextas): Essa coluna é tipo uma extensão do Making Magic, como o nome diz, levando em consideração a parte de develop de um set, que são os ajustes finos, ver se não tem nenhuma carta ou estratégia que seja absurdamente forte demais, etc. Por envolver basicamente a construção do Magic como um jogo, eu gosto dela também.

 

  • The Week That Was (sextas): Voltada mais para notícias relacionadas com os eventos (GP, PT) do Magic. Apesar de achar os eventos de certa forma interessantes, não acompanho eles… então acabo quase nunca lendo essa.

 

  • Magic Arcana (todos os dias): Os artigos dessa coluna não tem uma temática bem definida e geralmente contem coisas menores… tipo anúncios de produtos/expansões futuras, listagem dos Intro Packs e Event Decks, curiosidades sobre algumas artes do jogo, etc. Eu gosto dessa coluna e é a única que leio quase todo dia (mesmo quando parei de acompanhar as outras, como eu disse la em cima), principalmente por ser bem breve (e as vezes bem visual), quase não se gasta muito tempo lendo. É claro que pela não “temática” da coluna, ela varia bastante entre coisas bem legais e quais bem meh (mas isso também vai variar de pessoa para pessoa =P).

 

  • Feature Article (alguns dias): Esse parece ser o irmão grande, não regular, do Magic Arcana. Os assuntos são bem variados e – igual a Magic Arcana – as vezes são interessantes e as vezes não muito. Eu geralmente começo a ler para ver se o assunto me interessa… caso sim, eu continuo, caso contrário pulo pra próxima.

TL;DR: Minhas colunas preferidas são: Making Magic, Limited Informations, Uncharted Realms, Latest Developments e Magic Arcana. As vezes gosto de ler também: From The Lab e Perilous Research.

Voltando pro MOL, com Retorno de Ravnica

outubro 28, 2012 2 comentários

No início do mês, tive o seguinte papo com um amigo do trabalho sobre o lançamento da coleção Return to Ravnica (que ele tinha ido no prerelease) :

Magic e minha vida.

Essa tirinha, basicamente resume a história da minha vida com Magic. Deve ser por isso que falam que jogador de Magic não para, só da um tempo.

Enfim, voltei a jogar. Comprei duas boxes de RtR na pre-venda (ohohoho, abrir 72 boosters é muito legal) para montar uns decks e jogar com ele. O passo seguinte foi tentar ir jogar um FNM, mas depois de ter minha bunda chutada por todos os games (o formato era T2 e os decks lá eram bem fortes, fucking serious business), resolvi que não queria mais gastar 13 reais toda sexta para perder vergonhosamente. Afinal, isso eu posso fazer no conforto do meu lar.

Então decidi voltar a jogar no Magic Online. Me parece uma boa, pois o preço de se comprar os boosters saí quase igual a comprar os boosters de verdade, mas com a vantagem que eu posso participar de campeonatos (praticamente a hora que eu quiser) com eles e ainda – se for bom/der sorte – conseguir alguns boosters extras. Então eu comecei minha jornada usando alguns (muitos =P) tixs (item que equivale a 1 dólar dentro do jogo) que já estavam na minha conta para jogar 2 selados (6 boosters) de 16 pessoas. Nos dois eu consegui fazer 2-2 e ganhei 3 boosters em cada… um bom resultado emho.

Resolvi usar essa premiação mais 6 tixs para entrar hoje num evento maior, selado de 6 boosters também, mas com field mínimo de 65 jogadores. Como minha experiência em Magic competitivo não é muito grande, não esperava ir bem… mas queria participar para ver como eu iria. No final das contas, foi o primeiro torneio com um field realmente grande que participei (160 jogadores no fim das inscrições) e que durou 8 (!!!) rounds, dos quais joguei todos :-)

Após um começo ruim, perdendo as duas primeiras partidas, consegui um foco muito bom que me fez jogar bem e ganhei 3 seguidas. Isso me dava chances (até razoáveis) de conseguir alguma premiação (6-2 com certeza eu ganharia alguma coisa e 5-3 eu poderia esperar 3 boosters dependendo dos meus tiebreakers). Infelizmente, acabei perdendo as 3 partidas seguintes e terminei 3-5.

Meu desempenho durante o torneio:

  • Match Score / Pontuação / Games (acumulado) / Colocação (de 160)
  • 1o round: 0-2 / 0 / 0 – 2 / 154
  • 2o round: 1-2 / 0 / 1 – 4 / 131
  • 3o round: 2-1 / 3 / 3 – 5 / 95
  • 4o round: 2-1 / 6 / 5 – 6 / 77
  • 5o round: 2-0 / 9 / 7 – 6 / 62
  • 6o round: 0-2 / 9 / 7 – 8 / 67
  • 7o round: 1-2 / 9 / 8 – 10 / 77
  • 8o round: 1-2 / 9 / 9 – 12 / 74

No final, acabei ficando na 1a metade… o que acabou sendo legal (sério, acho que eu nem esperava isso). Além disso, percebi várias bobeiras que cometi (em 21 partidas, acho que é difícil não fazer nenhuma…), e pretendo tentar ficar mais ligado nessas coisas para não vacilar novamente.

Por fim, meu pool e meu deck:

As minhas opções eram:

  • Izzet para usar o Mercurial Chemister e o Ash Zealot  (talvez com splash branco pra usar o Righteous Authority ou outra coisa).
  • Rakdos para usar o Cryptborn Horror e o Ash Zealot.
  • Selesnya para usar o Armada Wurm (talvez com splash azul pra usar o Righteous Authority).

O problema foi… minhas cartas verdes vieram bem “meh” na minha opinião e eu estava sem mana fixer nenhum para jogar de 3 cores, então descartei Selesnya e o Izzet + Branco. Tentei montar algo Rakdos, mas a curva de mana ficava muito pesada e eu não tinha várias criaturas com unleash… o que meio que me fez não gostar tanto do  Cryptborn Horror, pois acho ele interessante de se jogar no 3o ou 4o turno, ao causar 5~7 de dano com criaturas menores (com unleash de preferencia).

Enfim… depois de umas partidas eu ainda acabei por substituir o Batterhorn e o Aquus Steed por 2x Cancel, além de trocar 2 montanhas por 2 ilhas com essas alterações…. que me ajudavam melhor a não deixar o oponente jogar cartas mais fortes dele.

Eu realmente não acho que nenhuma das minhas raras/míticas, tirando o Armada Wurm, seja uma bomba… mas infelizmente, eu achei que, não dava para jogar GW pra por o Wurm com esse pool.

É isso, estou cansado pra cacete… foram pouco mais de 7 horas de torneio, mas gostei pra caramba de jogar uma penca de partidas. Principalmente por causa da minha sequencia de 3 vitórias (mesmo que depois não tivesse mais nenhuma =P).

Um 4-booster sealed após um desempenho pífio no TCO 2012…

Hoje teve o primeiro torneio do primeiro round do Top Coder Open 2012 – Algorithms e tive um desempenho pífio, acabei ficando em 1000 ou 1100 e alguma coisa… pelo menos foi < 1200, assim como os 600 melhores já entraram eu tenho alguma chance no próximo.

Daí eu resolvi abrir o Magic Online e jogar alguma coisa… o escolhido foi um selado 4-boosters – lembram dele? –  de IIDD (2 boosters de Innistrad + 2 de Dark Ascension). Meu pool não estava ruim, mas não estava sensacional (na minha mega n00b opinião), pois não estava deep em nenhuma cor, de fato todas tinham quase a mesma quantidade de cartas… a única diferença sendo o preto com um pouco menos e o vermelho com um pouco mais, e eu não tinha muito de um determinado tipo de criatura… tinha no máximo 3~4 vampiros ou werewolf ou zombies, etc.

Minha cardpool:

Então minha estratégia foi tentar montar um deck WU com os seguintes objetivos:

  • Tentar destruir o deck do oponente com Curse of the Bloody Tome + Selhoff Occultist ao mesmo tempo impedindo dele jogar as cartas com flashback usando o Grafdigger’s Cage.
  • Ter criaturas que se beneficiem da morte de outras, como o Selhoff Occultist, Thraben Sentry e Requiem Angel.

Além disso foi a combinação de cores onde eu achei que dava para melhor combinar as criaturas e cartas de remoção… até cheguei e pensar um pouco em um RGb (ou sem b), mas acabei ficando com esse WU mesmo.

Ao mesmo tempo que não achava que o deck tinha ficado sensacional e ter achado que ele era um pouco difícil de “pilotar”… acabei indo bem (eu acho =P). Na primeira partida, comecei perdendo mas depois consegui virar nos dois jogos seguintes para 2-1. Na segunda partida, pelo que me lembro, os jogos foram bem tensos (com direito a um missclick meu na hora de atacar que eu acho que poderia ter me custado o jogo) mas acabei ganhando de 2-0. Ultima partida estava disputando o primeiro/segundo lugar e o cara realmente estava com um deck GBr muito bom… até consegui ganhar um game, mas no último ele me destruiu =P

Pessoalmente, fiquei bem feliz com meus jogos… e acabei ganhando 3 boosters de volta! :D

PS: Como não encontrei nada na internet em O(1) para converter o export de CVS do Magic Online para links de alguma base, eu criei esse script em Perl para fazer isso por mim (no caso linkando para o MagicCards.info). Quem quiser usar sinta-se a vontade :-)

Depois de 2+ anos, um torneio de Magic Online :D

dezembro 30, 2010 8 comentários

Então…

Eu comecei a jogar Magic desde bem pequeno… e parei +- por volta do ensino médio, depois joguei mais 6 meses quando estava na faculdade, depois parei…. Um dos maiores problemas era eu ter que ir para Copacabana (PointHQ) jogar e o outro era que Magic sempre foi um hobby caro :P

Enfim, algum dia a muito tempo atrás eu criei uma conta no Magic Online e semana passada me deu vontade de jogar e la fui eu tentar lembrar a senha (e o username :P)… depois de algumas tentativas finalmente consegui logar e achei minha conta la, com as 8000+ cartas que ela tinha (isso, um pouco mais de 8 mil :P Benditos bots de 250 por 1 dólar.

Então qual o melhor jeito de voltar a jogar uma coisa que você não vê a mais de 2 anos? Claro, vamos jogar um torneio :D

 

Que manual de porcaria nenhuma, vamos jogar logo isso!

 

Eu sempre acompanhei mais ou menos as mudanças no jogo… por exemplo fiquei chocado quando eles mudaram as regras para não ter mais mana burn (pff… noobs…), mas algumas coisas como esse tipo novo de carta: Planeswalker, que acabei descobrindo in-game como funciona… que ele podia ser atacado diretamente, que as habilidades dele só podiam ser utilizadas na main phase do seu turno, etc… e uma ou outra habilidade que não conhecia, mas a gente se vira…

Anyway, acho que aquele ditado “Quem aprende uma vez, nunca mais esquece”, pelo menos para mim, vale mais para Magic do que para bicicletas :P

Então… tem a coleção mais nova Scars of Mirrodin e eu resolvi que queria jogar alguma coisa com ela. Então procurei os torneios limitados (onde você constrói o seu deck com as cartas que você abrir na hora). Achei que eu o draft não seria uma boa opção para mim (pela falta de familiaridade com o set), então fui para um selado mesmo… mais especificamente um 4-booster sealed, as regras são simples:

  • Custo para entrar: 4 boosters (~16 dólares)
  • 8 jogadores
  • 3 rounds no formato suíço, cada round é um melhor de 3 (quem ganhar 2 primeiro, vence) e tem um limite de uma hora
  • Vitória = +3 pontos, derrota não conta pontos.
  • Você abre os seus 4 boosters e monta um deck de pelo menos 30 cartas (isso foi uma novidade, pois no selado e no draft “normal” o limite mínimo é de 40 cartas)
  • No final você fica com as cartas dos seus boosters e dependendo da sua colocação ganha alguma premiação.

Pelo formato suíço, você só enfrente quem tem a mesma quantidade de pontos que você e após 3 rodadas, necessariamente irá existir:

  • 1 jogador que vencer os 3 rounds, ganha 5 boosters ou seja, paga o custo do torneio além de ganhar um booster extra)
  • 3 jogadores que vencem 2 rounds e perdem um, ganham 3 boosters ou seja, não paga o torneio mas faz com que o custo para se jogar em outro torneio do mesmo tipo seja de apenas 4 dólares (mais um booster)
  • 3 jogadores que vencem apenas um round, ganham 1 booster ou seja, para jogar outro torneio do mesmo tipo novamente precisa soltar mais 12 dólares na loja.
  • 1 jogador que não ganhou nenhum round, esse ai não recebe nada e sai com as mãos abanando mesmo.

Ou seja, você consegue jogar 3 partidas sempre (ja que não é eliminatório que nem o draft) e se você tiver um win-ratio de uns 66%, é grande as chances de você ou conseguir sair no lucro (em primeiro lugar) ou então com mais 3 boosters, o que é muito bom :)

O draft 4-3-2-2 tem um payout melhor caso você ganha só uma vez (você ganha 2 boosters, e custa menos para entrar nesse torneio), mas o problema é que você *tem* que ganhar a 1a vez, pois é no formato mata-mata.

Enfim… eu acabei o torneio no grupo das pessoas que ganham só um round (de fato, terminei em sétimo… mas foi pelos critérios de desempate :P) e sai com 1 booster. Meus resultados foram:

  • 1 round: Perdi por 2-1.
  • 2 round: Ganhei por 2-1.
  • 3 round: Perdi por 2-0.

Então… eu poderia ter ido melhor, pois cometi *vários* erros bobos, tipo:

  • Não saber como o programa funcionava direito *facepalm*. Com isso eu passava de fase sem querer, não sabia fazer ele parar em uma fase específica para poder jogar uma carta ou habilidade, etc…
  • Não saber alguns detalhes do jogo… como foi o caso do Planeswalker citado acima… perdi ele várias vezes (na vez que consegui manter ele em jogo, foi um desastre, ele é muito forte :P)
  • Fazer burrices, como não atacar quando o cara não podia me bloquear e/ou ler o texto das cartas de forma errada, assim pensando que a carta fazia outra coisa -_-‘
  • Fazer burrices [2], como errar contas de dano, esquecer de uma carta que estava em jogo, sacrificar criatura errada…
  • Ser lerdo para jogar, no terceiro game de cada round eu já estava quase socando o Ok, porque eu só tinha mais 3 minutos de tempo de jogo (o tempo que o jogo fica parado com a prioridade em você).

Mas no final das contas, foi muito bom :) A “emoção” de jogar um (mini) campeonato desses é muito legal mesmo xD

E Magic continua sendo sensacional como sempre foi :D

Agora, se interessar para alguém, aqui esta o pool de cartas que eu abri:

É claro que após ter tirado o Koth, mesmo tendo apenas 6 cartas vermelhas eu tinha que jogar de Red xD

Então o que fiz foi um deck de 30 cartas: 6 plains e 6 mountain, muitos artefatos e algumas cartas brancas e vermelhas. Talvez fosse melhor ir de preto… eu tinha bastante opção de cartas pretas… Anyway, foi maneiro pra caramba :)

A cagada épica de tirar uma Elspeth foil e um Koth foi tão imensa que nem espero mais ganhar na MegaSena da Virada :P Vendendo só essas 2 cartas eu consigo recurso suficiente para participar de mais 2 torneios 4-booster. Agora preciso me decidir se quero ficar com as cartas ou vende-las… eu não sei sei se vou jogar constructed, acho que não… mas sei la né?! xD

E também preciso escolher se o próximo que jogo é outro 4-booster ou um draft 4-3-2-2 :)

%d blogueiros gostam disto: